domingo, 7 de março de 2010

Professores Violentados!

O que se pode fazer os professores ao enfrentar um governo numa mesa de negociações por um aumento que não veio no ano passado e que parece que o próprio vai fazer um grande “favor” ao aplicar a Lei do Piso, um governo com quase 80% de aprovação?A resposta é simples, nada!
Relato isso, porque a cada dia que se passa estou convencido que o interesse de se valorizar o profissional da Educação é uma atitude ainda imatura nos programas de gestão que são prometidos a nós profissionais da educação.
Pergunto-me se o governo acha que computadores portáteis, abono, 14º salário ou atitudes parecidas pode por si só ser tão importante, são ponto de não querermos um salário digno e que talvez nem precisássemos de bônus para conseguir quitar a conta da farmácia, por exemplo?
Interessante ainda é o governo colocar ao SINTEPE que não houve tempo para analisar como irá ficar a folha dos professores, assim sendo fixa o dia 12/03 para uma possível contraproposta para a classe. Lembrete: toda essa negociação tem que acontecer num prazo de 16 dias para que esteja dentro da Lei eleitoral, já que não é permitido conceder aumento em ano eleitoral acima da inflação num período de 180 dias. Se não estou enganado esse mesmo governo sugeriu a implantação do piso integralmente em novembro de 2009, ou entendi errado na época?
É assim que caminha nossa campanha salarial de 2010, é assim e pronto!

Prof Claudevan Filho

Nenhum comentário:

Postar um comentário